Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Descubra as Aldeias Históricas de Portugal

Viaje connosco pelas Aldeias Históricas de Portugal, um tesouro escondido no Portugal profundo, todas as segundas-feiras, a partir das 18 horas.

Descubra as Aldeias Históricas de Portugal

Viaje connosco pelas Aldeias Históricas de Portugal, um tesouro escondido no Portugal profundo, todas as segundas-feiras, a partir das 18 horas.

www.aldeiadaminhavida.blogspot.com

Serra Lendária: “Amar Ofa”

14.04.09, aldeiashistoricasdeportugal
“ A lenda « Amar Ofa» baseia-se em factos históricos relacionados com a expulsão dos judeus pelos reis católicos de Espanha e com a vinda de muitos desses judeus ( cerca de quinze mil famílias) para Portugal no reinado de D. João II, que os acolheu e protegeu. Segundo a tradição, o caso de amor entre um cavaleiro cristão e a linda filha de um rico judeu que se refugiou em Castelo Rodrigo é que deu origem ao nome da serra onde surge a aldeia: Serra da Marofa.(1)” Eis a (...)

...

02.03.09, aldeiashistoricasdeportugal
Depois de uma excelente estadia nas Casas do Coro e de um café da manhã de chorar por mais, está na hora de retomar a última etapa da nossa visita a esta aldeia de Marialva, como Saramago disse: «o lugar bruxo onde o passado nos diz “Aqui estou” e fica a olhar-nos, em silêncio à espera ». Aqui estamos nós, então no alto da Cidadela em ruínas (onde ninguém mora desde princípios do séc. XIX), dentro das muralhas do castelo cujo formato de um barco convida-nos a (...)

Lenda da Dama dos pés de Cabra

02.03.09, aldeiashistoricasdeportugal
Conta-se que uma princesa de pele “alva” e de cabelos cor de oiro nunca saía da torre, mas aparecia várias vezes à janela. Muitos eram os cavaleiros que ficavam diante da torre, à espera que ela aparecesse à dita janela, oferecendo finos e exóticos presentes para conquistar o seu coração. Maria Alva não se deixava impressionar com os presentes, devolvia tudo no dia seguinte e aparecia à janela triste, acenando ao cavaleiro desiludido. Um dia a princesa disse: (...)