Viaje connosco pelas Aldeias Históricas de Portugal, um tesouro escondido no Portugal profundo, todas as segundas-feiras, a partir das 18 horas.

www.aldeiadaminhavida.blogspot.com
01
Jun 09
Na nossa viagem, que começou em finais de Janeiro deste ano, já passámos pelas lindas Aldeias :
  • Marialva, Concelho de Mêda,;
  • Castelo Rodrigo, Concelho de Figueira de Castelo Rodrigo;
  • Almeida (Concelho)

E na semana passada entrámos, muito suavemente em Castelo Mendo outra Aldeia Histórica que pertence ao Concelho de Almeida.

Vou confessar-vos uma coisa: só hoje descobri como colocar no blogue o mapa do google. Mas como vale mais tarde do que nunca, aqui está o percurso que já fizémos, até agora.




Ver A nossa viagem pelas Aldeias Históricas de Portugal num mapa maior

É claro que faltam muitas Aldeias para descobrir, pois para quem não sabe, são doze:

  • Almeida;
  • Belmonte;
  • Castelo-Mendo;
  • Castelo-Novo;
  • Castelo Rodrigo;
  • Idanha-a-Nova
  • Linhares da Beira
  • Marialva
  • Monsanto
  • Piódão
  • Sortelha
  • Trancoso

Ainda não falei delas, porque estou a fazer uma espécie de viagem com vocês, seguindo uma rota, como já poderão visualizar parte dela no mapa. Mas quando chegar a vez delas, terão o seu "lugar ao sol "tão bem merecido como estas , que andei a falar desde finais de Janeiro.

publicado por aldeiashistoricasdeportugal às 19:27

Foto: OLHO DE TURISTA, LDA


Castelo Mendo é uma terra com uma longa História, cuja passagem humana deixou a sua marca, ainda que intercalada de sucessivos abandonos.


Começou por ser um castro neolítico, que inicialmente se transformou num “oppidum” romano, seguindo-se num castro lusitano, que por sua vez foi convertido numa fortaleza durante a reconquista cristã, como “ base de ocupação militar e de centro político e administrativo” (1).
Mas a verdadeira origem do nome " Castelo Mendo" continua incógnita, pois há quem considere que a primeira povoação tenha surgido na "baixa". Pensa-se que a terra não se chamaria, inicialmente, Castelo Mendo, mas teria sido assim baptizada com o nome do seu primeiro alcaide "Meenedus Menendi", que foi último a assinar o primeiro foral concedido por D. Sancho I, em 1229.


Foto: OLHO DE TURISTA, LDA


" No subconsciente local ainda hoje se mantém vivo o alcaide D. Mendo Mendiis que tinha por função tomar a si a defesa do castelo que lhe tomou o nome : Castello Menendo. Numa parede do velho tribunal está aplicada uma gárgula a que o povo denomina de «o Mendo». (...) a menda, esta encontra-se em parede fronteira ao citado edifício do Tribunal e Porta de D. Sancho que ostenta orgulhosamente, na sua base, o símbolo heráldico d’El Rei que lhe deu o foral".
São "(...) símbolos anatómicos do homem, desse herói povoador que desbravou Riba Côa na convicção de afirmar Portugal, unindo-se conceitualmente ao sonho de um rei!..."(2)

_____________
Observações:
(1) Carvalho, Castelo Mendo, um conjunto histórico a preservar, edição do autor, 2ªa edição, 2000.
(2) Borges, Mouzinho, Castelo Mendo: o sonho de um rei, Câmara Municipal de Almeida, 1998.
publicado por aldeiashistoricasdeportugal às 18:54

imagem retirada da internet


...Nasceu em Castelo Mendo!
Castelo Mendo tinha uma importância estratégica para a defesa das terras da margem esquerda do rio Côa, especialmente dos castelhanos. A fim de atrair população a esta terra para ser defendida, em 1229, D. Sancho II tem a preocupação em atrair clérigos, leigos com a criação de privilégios, de regalias e de condições para facilitar a fixação da população.

Desde modo, concede o primeiro foral à povoação, transforma-a numa fortaleza e, a fim de desenvolver a economia local, institui aí a primeira feira medieval portuguesa (quadrimestral) com a duração de oito dias de cada vez, na Páscoa, pelo S. Jorge (no Verão) e pelo S. Miguel (no Outono), bem como o mercado semanal. Essas três épocas traduziam-se nos momentos mais altos e propícios para as transacções comerciais de “animais da região, suas crias e produtos derivados. De entre eles, as peles, a lã, o queijo, bem como os cereais próprios do início e do fim do verão”. (1)

Foto: OLHO DE TURISTA, LDA


Foto: OLHO DE TURISTA, LDA


Para incentivar a ida aos mercados e feiras da vila, o rei concedeu” períodos de paz de 24 dias," ficando assim os perseguidos pela justiça, isentos de responsabilidade civil e criminal durante esses dias. Por outro lado, a vila também era um couto de hominizados, onde os perseguidos pela lei podiam se estabelecer na vila livremente desde que cumprissem determinadas regras.

Foto: OLHO DE TURISTA, LDA

Essa protecção ainda continuou no tempo de D. Dinis, que confirma o foral de D. Sancho II e dá a Castelo Mendo uma nova Carta de Feira, onde passa a haver uma feira anual de 15 dias, entre finais de Abril e princípios de Maio, mantendo-se a protecção dos feirantes. Infelizmente estas feiras perderam importância e grandeza e acabaram por morrer.
________
Observações:
(1) in: Carvalho, Amorim, "Castelo Mendo, um conjunto histórico a preservar", edição do autor, 2ªedição, 2000.
publicado por aldeiashistoricasdeportugal às 18:18

Hoje apenas resta a recordação dessas feiras, que a Câmara Municipal de Almeida promove recriando anualmente a Feira Medieval, nesta belíssima terra.
Este ano foi assim:


Video: OLHO DE TURISTA, LDA

Na próxima 2ªa feira, continuaremos à descoberta de Castelo Mendo.
publicado por aldeiashistoricasdeportugal às 18:13

無料カウンター
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO
blogs SAPO