Viaje connosco pelas Aldeias Históricas de Portugal, um tesouro escondido no Portugal profundo, todas as segundas-feiras, a partir das 18 horas.

www.aldeiadaminhavida.blogspot.com
11
Mai 09
Cá estamos novamente, por terras de Almeida.!

Depois de um bom descanso pela pousada, vamos conhecer as famosas Casamatas.
Casamata é uma palavra derivada do italiano “cassamatta”, que significa “casa falsa; uma construção subterrânea abodadada que protege dos projecteis pessoal e material”(in Diccionário de Língua Portuguesa, Porto de Editora, 8ª edição).
Terão tido origem na Idade Média, dos quais é exemplo o Crac des Chevaliers, situado no Norte de África, precisamente na Líbia, uma fortificação de origem muçulmana adaptada pela Ordem de Hospitalários, onde existiam compatimentos abobadados , que funcionavam como autênticas cassamatas (2).
imagem retirada da internet: Crac des Chevaliers


As “casamatas” de Almeida têm 20 salas/quartos e corredores, que serviam, inicialmente de Quartel e de armazém. Devido à grande humidade , deixou de ser quartel para passar a servir de abrigo para as povoações , em caso de ataque .


Localizados no subsolo do baluastre de S. João de Deus, foram construídos no séc. XVIII à prova de bombas, as Casamatas estavam preparadas para ter todos os serviços necessários, para a sobrevivência das populações: armazenavam os mantimentos necessários e tinham água de cisterna de poço próprio e uma chaminé de fogão quadrada , no local. Para além disso, este espaço também serviu de prisão , durante as lutas liberáis, no séc. XIX.




Só para terem a noção da capacidade das casamatas, “aquando da guerra dos sete anos, em 1762, estas vinte salas e corredores albergaram cerca de três mil e quinhentos civis” (1).


Não podemos entrar lá dentro, uma vez que as Casamatas têm sido alvo de recentes estudos de investigação , para um aprofundamento conhecimento deste espaço, bem como de intervenções de recuperação, a fim de albergar um museu e um espaço de lazer , estando prevista a abertura para Junho deste ano.


Face às obras, não é possível, neste momento visitar o seu interior, mas podemos observar, por exemplo em ficou a nu parte da cobertura da casamata, que originariamente estavam cobertas de terra: podemos observar lajes de granito trabalhadas .



Quando estiverem concluídas as obras é um local a visitar, enquanto “ conjunto singular do espólio militar monumental do nosso país, aí estão para ser descobertas, em pleno séc. XXI, em novos e desafiadores aspectos da sua autencicidade” (palavras de Dr. António Baptista Ribeiro(2).

__________________________
(1) Graça, direc.de Dr. Eduardo, Cartas do Lazer das Aldeias Históricas, Almeida e Castelo Mendo, Janeiro 2000.
(2) in: Campos, João, Almeida – As coberturas das “Casamatas”, Edição Município de Almeida, Agosto 2006
publicado por aldeiashistoricasdeportugal às 16:20

無料カウンター
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Feira Medieval Castelo Mendo 2009
Feira Medieval Monsanto 2009
Marialva
Sortelha
Almeida
Castelo Rodrigo
Castelo Mendo
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO
blogs SAPO